Saiba Mais

Porque não comer Trigo

1- Para emagrecer

O trigo de alto índice glicêmico eleva o açúcar no sangue mais do que qualquer outro alimento, incluindo o açúcar comum.

Remover totalmente o trigo reduz o açúcar no organismo e consequentemente emagrece.

2- O trigo atual é responsável por inúmeras doenças

Dr. Willian Davis, cardiologista norte-americano tirou totalmente o trigo dos seus mais de mil pacientes.

Ficou surpreso com o resultado: diabéticos e pré-diabéticos tornaram-se não diabéticos e foram citadas por seus pacientes inúmeras outras melhorias, tais como: perda de mais de 30 kg em seis meses, ampliados níveis de humor e energia, reversão de processos inflamatórios, alívio nas irritações da pele.

Investigando chegou à genética agricultura, concluindo que as técnicas de reprodução que incluem irradiações gama, altas doses de Raios X, uso de substâncias altamente tóxicas como o azido de sódio, alteraram tanto o trigo de hoje que ele não é mais o de antigamente. O pão integral indicado como bom na substituição ao refinado também aumenta o açúcar no sangue mais do que muitos doces.

Dr. Davis afirma no seu livro Barriga sem Trigo, que não precisa de mais estudos para confirmar os resultados por ele obtidos em mais de seus mil pacientes e conclui que o trigo de hoje é o pior dos alimentos, responsável por muitas doenças no mundo todo e deveria ser feita uma campanha mundial contra o seu uso.

A reportagem na revista Super Interessante de julho de 2014 cita que, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, as alergias alimentares cresceram 50% no mundo entre 1997 e 2013. Após 1950 a alergia ao trigo quadruplicou no mundo. No Brasil 2 milhões de pessoas têm alergia alimentar. O trigo está presente em quase todos os alimentos cotidianos, nunca comemos tanto trigo como atualmente.

O trigo atual é formado por três espécies e contem 95 mil genes, tendo por isso um DNA enorme; o nosso DNA tem 20 mil genes.

O trigo de antigamente tinha mais de um metro de altura, o de hoje tem 40 cm e foi modificado para facilitar a colheita mecanizada. O ciclo de vida também foi alterado para mais curto, a fim de liberar as terras para novas plantações. Também no trigo antigo os grãos desprendiam muito das espigas gerando grandes perdas e isso foi alterado para que não soltem com tanta facilidade.3- Alergia alimentar tipo III

A alergia alimentar, como já foi citado no item Conceitos Alimentares, é causada por proteínas não metabolizadas que ao chegarem ao sangue não são reconhecidas pelo sistema imunológico e este reage ´´espetando“ o alimento, liberando toxinas, causando diversos transtornos. No caso do glúten, formado por duas proteínas: a gliadina e a glutenina, a doença é denominada celíaca, que é uma síndrome autoimune. As células de defesa atacam o organismo, destrói glândulas causando atrofia do intestino. É de origem hereditária.

A alergia alimentar tipo III tem o mesmo mecanismo, as células de defesa do nosso sistema imunológico atacam as proteínas ingeridas, só que nesse caso os transtornos ocorrem mais vagarosamente causando: problemas de pele (espinhas, dermatites) inflamações variadas, intestino preso ou solto demais, flatulências, dores de cabeça.

4- PANC : Plantas Alimentícias Não Convencionais

São plantas encontradas facilmente, consideradas matos espontâneos, e que a maioria das pessoas não dá conta da sua função alimentar.

Esse tema já bem difundido entre os naturalistas, ganhou maior notoriedade com o lançamento do livro:

Plantas Alimentícias Não Convencionais no Brasil – Autores: Valdely Ferreira Kinupp e Harri Lorenzi

A obra apresenta um grande número de PANC que podem ser consumidas por nós citando para cada uma delas os nomes científico e popular, características, usos, propagação e usos culinários com os nutrientes e inúmeras fotos que facilitam a identificação correta e sugere a delícia do cardápio sugerido.

Fiquei sugestionada com : Serralha, Azedinha, Ora-pro-nobis, Taioba, Mitsubá, Espinafre indiano e africano, Caruru, Capuchinha, Dama da noite, Begônia, Batata yacon, e tantas outras que vieram para nos deixar livres dos agrotóxicos e enriquecer nosso cardápio.

Anúncios

Um pensamento sobre “Saiba Mais

  1. Parabéns Néa! Não só pela competência do seu trabalho, mas pela amorosidade que dele emana, sem a qual penso que nada vale a pena! Será útil para muuuuita gente. Conte conosco para divulgá-lo! Bj Elena Martins.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s